>> Esqueceu sua senha?

Igreja norte-coreana cresce, apesar de execução dos fiéis

Categoria: Igrejas
Postado em: 26/03/2017 às 11:29
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

Estima-se que possam haver até 500 mil norte-coreanos praticando o cristianismo de maneira secreta. Atividades religiosas na Coreia do Norte podem ser puníveis de morte, enquanto o  regime de Kim Jong-un continua perseguindo e mantando quem se opõe ao comunismo.

O pastor Jeong Peter está denunciando as flagrantes violações dos direitos humanos em solo norte-coreano em um livreto intitulado “As Realidades da Opressão Religiosa na Coreia do Norte”.

Salientando que estatísticas sobre o número de cristãos são sempre difíceis, uma vez que o governo reprime toda manifestação religiosa. Entre as estatísticas usadas por ele estão a da Portas Abertas, que estima o número entre 200.000 e 400.000; enquanto a Voz dos Mártires diz que são 500.000. Já o Comitê para os Direitos Humanos na Coréia do Norte acredita em 300.000.

Jeong é presidente da ONG Justiça para a Coréia do Norte. Ele mora hoje na Coreia do Sul e faz um trabalho de ajuda humanitária focado naqueles que conseguem escapar do regime ditatorial.

O objetivo do pastor em escrever o livreto é  reunir depoimentos de desertores norte-coreanos e os relatórios da ONU sobre as violações de direitos humanos naquele país.

“As atuais atividades cristãs secretas são limitadas a grupos de duas ou três pessoas lendo a Bíblia, orando e cantando hinos”, disse ele.

Um encontro com muita gente ou uma pregação pública é impossível, e aqueles que são encontrados envolvidos nesse tipo de atividades certamente serão executados ou, na melhor das hipóteses, enviados para campos de prisioneiros políticos, similares a campos de concentração nazistas.

No livreto, o pastor Jeong Peter lembra o caso de Son Jong-nam, um cientista de foguetes que foi condenado à morte por ter se envolvido com grupos cristãos na China e realizar atividades de proselitismo quando voltou para a Coreia do Norte, em 2006.

Conta também sobre cerca de 40 moradores da província de Pyongan e 43 cristãos secretos  nas províncias de Hamkyong e Ryanggang que foram executados publicamente em 2010 e 2011, respectivamente.

O pastor acrescenta que publicou o material tanto para dar testemunho do sofrimento no país mais fechado do mundo quanto para oferecer provas que ajudem a levar o líder norte-coreano Kim a um tribunal internacional.

Apesar da intensa perseguição, ele diz haver evidências que a Igreja continua crescendo. Jeong encerra dizendo que o governo norte-coreano está tentando extinguir todas as atividades religiosas, classificando-as de “ópio que paralisa a consciência revolucionária”. Com informações Korea Herald


Últimas notícias da Categoria "Igrejas"

Assaltantes invadem filial da Igreja Mundial durante culto e levam R$ 53 mil de dízimos e ofertas

Uma filial da Igreja Mundial do Poder de Deus em Vila Velha (ES) foi assaltada durante a celebração de um culto.

PORQUE ORAR POR JERUSALÉM

A Bíblia é a Palavra de Deus. Ela está repleta de mandamentos e ordenanças para nossa vida, e essas ordenanças estão entrelaçadas, mesmo que, por vezes, de forma indireta.

Templo de Salomão pede a mulheres que esqueçam a legging e a estampa de animal

Igreja Universal pede que fiéis não usem jeans e invistam em pedrarias, plumas e trançados para garantir "aquele 'glamour touch' à produção" usada no dia da visita religiosa

Pastor critica uso eleitoral dos púlpitos das igrejas e desabafa: “Choca-me ver a comercialização da fé”

A campanha eleitoral gera um fenômeno que marca a visita em massa dos candidatos aos cultos das igrejas evangélicas, o que é visto como um sério desconforto por muitos líderes.

Romário teria se convertido ao Evangelho durante um culto no último domingo, dizem internautas

O ex-atacante Romário, deputado federal e candidato ao Senado pelo PSB-RJ teria se convertido ao Evangelho no último domingo, 24 de agosto, num culto do Projeto Vida Nova de Irajá, no Rio de Janeiro.

PARCEIROS

Contato
contato@profetasdebermuda.com.br
Desenvolvido por
Mega Design