>> Esqueceu sua senha?

Famílias recorrem à Justiça para ajudar crianças com graves problemas de saúde

Categoria: Bem Estar
Postado em: 01/10/2017 às 11:21
Fonte: https://g1.globo.com

Duas famílias de cidades da região recorrem à Justiça para conseguir ajuda e duas crianças com a saúde debilitada. Nathália, de 6 meses, mora em Araraquara e tem cardíacos e respiratórios desde o nascimento. Já Ana Carolina, de 10 anos, vive em Ibaté (SP) e ficou tetraplégica após um acidente no ano passado.

Moradora no bairro Jardim Iguatemi, em Araraquara, a dona de casa Julia dos Santos conta que a filha Nathália já fez traqueostomia e se alimenta por sonda. A menina toma remédios diariamente para controlar convulsões, proteger o pulmão e o estômago.

Devido aos cuidados, Julia não pode trabalhar. Para piorar, o marido está desempregado, tornando a situação da família muito difícil.

Segundo Julia, a filha luta para viver. “Ela teve má formação na face, por dentro, no canal do nariz e ela não respira pelo nariz. Ela tem convulsões e só piora o quadro”, disse.

Para conseguir respirar melhor, Nathália precisa fazer uma cirurgia e para isso precisa estar com 10 quilos. A bebê, contudo, pesa apenas quatro quilos. O médico receitou um suplemento que substitui o leite, mas a lata de 400 g custa entre R$ 75 e R$ 100.

Doações

Com todas as dificuldades, a família precisa de doações, como balão de oxigênio e comidas básicas. O representante comercial Luis Aparecido Guidelle é um dos doadores, que leva as mãos cheias de sacolas. “A gente trouxe arroz, feijão, o necessário do dia a dia”.

A família morava em condições precárias, mas acaba de se mudar para uma casa, na qual a prefeitura pagará o aluguel e as contas de luz e água. Apesar das doações, a família tenta na Justiça conseguir ao menos o suplemento da filha.

Acidente

Em Ibaté, a jovem Ana Carolina tinha 10 anos quando sofreu um acidente de carro com os padrinhos no ano passado. A jovem bateu a cabeça e teve graves consequências.

Segundo a mãe, Agda Aparecida da Silva, houve o comprometimento da parte cognitiva e motora. “Ela tem um diagnóstico de tetraparalisia, não tem comunicação, não fala, se alimenta por sonda”, contou Agda.

A vida da família passou por muitas mudanças. Pai e mãe pararam de trabalhar para acompanhar o tratamento da filha. Agda criou uma página na internet para arrecadar dinheiro, recebeu ajuda de amigos e também da prefeitura.

A família tem gratuitamente tratamento de fisioterapia e fonoaudiólogo, por exemplo, mas ainda não é suficiente. Há outros custos e para isso uma alternativa é pedir ajuda ao estado.

Como ajudar

Interessados em ajudar a família de Julia, mãe de Nathália, pode levar doações ao Fundo Social de Solidariedade ou algum dos Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Araraquar.


Últimas notícias da Categoria "Bem Estar"

Google quer criar o mapa genético do humano.

O próximo grande projeto do Google tem a ver com genética. O laboratório Google X, que realiza as pesquisas mais ambiciosas e arriscadas da empresa, como o Google Glass, o carro autônomo e os balões de internet, agora inicia o “Baseline Study”, uma aposta

Comer menos não resolve questões emocionais da obesidade, diz psiquiatra

Problema deve ser tratado mais a fundo para evitar complicações futuras

Hipotireoidismo e gravidez

As alterações da tireoide para mais ( Hipertireoidismo) e para menos ( Hipotireoidismo) podem ter influência em diversas partes do organismo. Um hipotireoidismo não tratado, por exemplo, pode levar a um aumento de peso e dificuldade de perdê-lo, mesmo com

Consultas rotineiras ao urologista ajudam a rastrear câncer de próstata e outras doenças

De maneira geral, a ida ao urologista está condicionada ao surgimento de sintomas até a idade adulta.

Internet pode causar problemas de saúde em jovens

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade Case Western Reserve constatou que adolescentes que passam mais de três horas conectados à internet ou trocando mensagens de texto estão mais propensos a terem problemas de saúde.

PARCEIROS

Contato
contato@profetasdebermuda.com.br
Desenvolvido por
Mega Design